google-site-verification=TIlu7FS_zlCJGnuAAh7iaIgmPBOWlfbGblM-WVr0les
Portes grátis em todas as compras para Portugal Continental. Devido ao COVID-19 as encomendas poderão demorar até uma semana a serem processadas. Agradecemos a compreensão.

A Raposa Matreira

  • Inês Brasão - O TEMPO DAS CRIADAS A CONDIÇÃO SERVIL EM PORTUGAL (1940-1970) - Novo

Inês Brasão - O TEMPO DAS CRIADAS A CONDIÇÃO SERVIL EM PORTUGAL (1940-1970) - Novo

15,00 €  

Este livro recupera memórias de dominação e de resistência a partir das histórias de vida de várias mulheres que trabalharam como «criadas para todo o serviço». Um trabalho pioneiro sobre a condição servil em Portugal entre 1940 e 1970.

«Até chegar aqui, fui‑me cruzando com as indicações e regras produzidas pelas organizações femininas do Estado Novo ensinando às jovens portuguesas que as suas criadas mereciam caridade, voz firme e olho vivo. Rica em metáforas políticas sobre a definição do valor de um indivíduo a partir do seu lugar de nascimento, a criada de casa era julgada pela desobediência, preguiça, sujidade e mania, para referir apenas os atributos mais incisivos.
Procurei neste livro esclarecer as formas de relacionamento dos criados com os patrões, a natureza dos conflitos e os códigos de tratamento, as origens sociais, os hábitos, os usos do corpo, a linguagem, entre muitos outros aspectos.
O que sabemos para além de um conjunto de rasgos de criação literária que ficcionaram a vida das criadas de servir no contexto do século XX português? Na literatura, no cinema e na dramaturgia popular encontrei muitas vezes densidade psicológica atribuída a estas personagens, mas faltava uma interpretação estrutural que dinamitasse ou, pelo contrário, sustentasse as construções sociais da trabalhadora servil doméstica.»

×