google-site-verification=TIlu7FS_zlCJGnuAAh7iaIgmPBOWlfbGblM-WVr0les
Portes grátis em todas as compras para Portugal Continental. Devido ao COVID-19 as encomendas poderão demorar até uma semana a serem processadas. Agradecemos a compreensão.

A Raposa Matreira

  • Dulce Maria Cardoso - Tudo São Histórias de Amor

Dulce Maria Cardoso - Tudo São Histórias de Amor

17,00 €  

Inclui «Não esquecerás», o conto sobre a tragédia de Entre-os-Rios que já inspirou uma peça de teatro (de Mónica Calle) e um filme (de João Mário Grilo).
Uma velha que em clausura depende do que o seu cão fiel lhe recolhe, uma mulher que mata a sua alma gémea, nós que nos tornamos cúmplices num autocarro em noite de temporal, um rio que devolve os ecos de duas crianças a quem aguarda um terrível milagre, uma ilha onde congeminam os faroleiros e suas zelosas esposas, um assassino a salvo na biblioteca, uma menina desaparecida, uma mulher intrigada pelo homem desconhecido. Um destino chamado amor.

Neste inquietante livro, Dulce Maria Cardoso revela mais uma vez a sua mestria literária.
CRÍTICAS DE IMPRENSA
«Um cão leva animais mortos para a dona que vive isolada no último andar de um prédio e tem ossos velhos que já não lhe per- mitem sair, e isso é amor. Uma mãe tem de escolher qual dos dois filhos salva de morrer atropelado, e isso é amor. Um rapaz ganha uma mulher ao jogo, com um baralho de cartas, e isso é amor. Não é clássico, não é cor-de-rosa, não é sequer conjugal, mas é o amor que Dulce Maria Cardoso retrata neste livro, um amor violento, imperfeito e que dói, tema transversal que se junta a outros como a maldade, a diferença, a solidão e a responsabilidade.»
Time Out

«Entregues ao ‘martírio de pensar’ e incapazes de ‘domar o tempo’, as personagens são como pequenos animais indefesos, à mercê da ‘solidão do que envelhece’ e da ‘impiedade do que é novo’. Acima delas, a autora monta as armadilhas e observa com rigor clínico. Quanto à escrita, exemplar, é sempre feita a partir do ‘local do crime’. Isto é, do ‘sítio das palavras’.»
Expresso

«Dulce Maria Cardoso prossegue nestas histórias a interrogação sobre a natureza humana e as origens do mal, sobre o tempo e a memória, o poder e a justiça, dissecados a partir do microscópio das relações familiares, que tem constituído o ponto de partida dos romances já publicados e reconhecidos nacional e internacional- mente, interrogação que vem confirmá-la como uma voz de relevo na paisagem mais vasta da ficção portuguesa contemporânea.»

×